O QUE ESPERAR DO EMPREENDEDORISMO PÓS-PANDEMIA?

04 de agosto de 2021

O QUE ESPERAR DO EMPREENDEDORISMO PÓS-PANDEMIA

Um dos assuntos mais debatidos no meio dos negócios nos dias de hoje é o cenário do empreendedorismo no pós-pandemia. E não é para menos. Desde o início do ano passado, o mundo tem passado por uma situação jamais vista em nossa geração, e a tragédia mudou radicalmente quase todas as atividades humanas.

 

Com o mundo dos negócios não foi diferente. Muitas empresas quebraram ao redor do mundo por não conseguirem sobreviver em uma nova realidade de restrições, crise econômica e incertezas. Apesar do caos, nesse mesmo tempo muitos negócios prosperaram, encontrando um caminho para se adaptar às grandes mudanças que um evento como uma pandemia provoca.

 

Mesmo com o coronavírus ainda presente, o avanço da vacinação em alguns países tem permitido enxergar a saída para um mundo pós-pandemia. E o que parece é que muitas das mudanças vieram para ficar. 

 

Migração para o digital

Talvez a maior transformação ocorrida nos negócios nesses últimos dois anos tenha sido a corrida das empresas para o meio digital como forma de continuar em atividade. É verdade que esse caminho já vinha sendo trilhado nos últimos anos, mas o distanciamento social e as medidas restritivas colocaram de vez a internet como principal meio de consumo para muitas pessoas.

 

Isso vale tanto para venda de produtos, como roupas, utensílios, eletrônicos e muito mais, quanto para serviços, como educação e até consultas médicas a distância. Aqui, o que vale muito para o consumidor é a experiência de compra que ele vai ter. Por isso, empresários que querem atuar nesse meio precisam se preparar bem, com estrutura e ferramentas tecnológicas adequadas para o negócio.

 

Consumidores mais responsáveis

Outra tendência que a pandemia acelerou é o consumo consciente. Cada vez mais as pessoas têm preferido empresas que mostrem responsabilidade social e ambiental, ainda mais com as crises e incertezas sobre o futuro que o momento apresenta. 

 

Esse novo padrão de consumo deve levar os empresários a dar mais atenção a esses valores, adotando práticas sustentáveis desde a produção até a entrega. É importante comunicar tudo isso de maneira clara e verdadeira ao público.

 

Saúde e qualidade de vida são prioridades

As questões ligadas à saúde física e mental nunca receberam tanta atenção da sociedade quanto agora. Não é de se estranhar, já que a pandemia causou tantos danos e traumas nesta área. 

 

Nesse ponto, cabe às empresas mostrar que têm com o que contribuir com o bem-estar da comunidade, mesmo que esse não seja seu ramo. Trazer conteúdos e informações sobre saúde, apoiar projetos e adotar práticas que gerem qualidade de vida para seus colaboradores são alguns dos meios de fazer parte desse esforço.

 

Home office e descentralização

O trabalho a distância teve que ser adotado por muitas empresas. De início, pode ter sido por obrigação. Mas em muitos casos ele veio para ficar, já que muitos trabalhadores notaram uma melhora na qualidade de vida, com menos deslocamentos e mais tempo para descanso e lazer. Do lado dos empresários, a redução de custos e o aumento de produtividade também tornam o home office mais atraente.

 

Com mais pessoas trabalhando de casa, o padrão de consumo delas também muda. São mais compras online e consumidores fora dos grandes centros, exigindo ajustes na logística das empresas que precisam atender essas pessoas com qualidade.

 

Como está a adaptação do seu negócio a essas mudanças? Todas as decisões devem ser tomadas com cuidado, levando em conta a realidade da sua empresa.

 

É essencial conhecer e controlar cada processo do negócio. Para isso, conte com a Spartacus Sistemas para facilitar a sua gestão! Entre em contato e saiba como.

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante sua navegação em nosso site. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.